17.10.11

Cadê o diálogo?


O João escreveu o Apocalipse. Adorei seu estilo. Estou copiando. Olha só! Eu vi o último dia. Nele os representantes mais dignos de todas as Religiões e Denominações do mundo estavam sentados numa sala de espera. A sala onde eles esperavam se parecia muito com estas saletas de consultórios médicos que estamos acostumados a visitar. A porta estava trancada. Ao invés de folhearem revistas, as pessoas ilustres liam textos sagrados como a Torá; o Novo Testamento; o Corão.

Volta e meia os leitores levantavam seus olhos sobre os “colegas de espera” e perguntavam-se: - O que é que essa gente almeja? Quem será o primeiro, o segundo e o terceiro a ser atendido? Será que o tempo será sufiente para que todos sejamos atendidos? Será que alguns de nós seremos preteridos?

Este era o espírito naquela Sala de Espera. O silêncio dava a impressão de que todos estavam calmos. O comportamento externo de cada um era pacífico, mas o interno nem tanto, porque cada um via o outro como concorrente; como suspeito. Aí então, depois de um longo tempo, a porta se abre e o Senhor chama indistintamente a todos, de uma só vez, à Sua sala. Deus olha para cada mulher e para cada homem sentados ali à Sua frente e sorri. Depois de sorrir, encara-os com uma pergunta bem simples: - Por que vocês não dialogaram entre si, enquanto esperavam? Vocês dispunham de tanto tempo...