6.12.12

MARIA - MULHER QUE FAZ!

Maria, a mãe de Jesus, precisou se confrontar com uma situação bem difícil quando ainda era adolescente. Sim, eu penso que ela deve ter ficado com medo diante do chamado de Deus. Antes dela, homens renomados como Moisés, Daniel e Isaías tremeram as pernas quando Deus lhes fez um convite pessoal para serem Suas testemunhas. Cabe lembrar que Maria tinha 17 anos, talvez 18, quando foi chamada a carregar o Filho de Deus no seu útero. Será que aquela experiência foi mesmo uma graça? Será que foi bom para ela o fato dela ter experimentado tão intensamente o plano de Deus para a salvação do mundo em seu corpo? Muita gente continua discutindo a respeito destes aspectos hoje em dia.

Um detalhe me fascina neste texto do Evangelista Lucas: Maria não fez nenhum protesto, mesmo que tivesse todas as razões do mundo para fazê-lo. Agindo assim, ela se colocou num nível superior ao de mulheres e homens famosos da Bíblia que, em momentos decisivos, só tinham olhos para as suas incapacidades, quando convidadas, convidados a servirem ao seu Deus em linhas de frente: Moisés quis cair fora com o argumento de que era gago (Êxodo 4.10) e o profeta Jeremias se via muito jovem para o encargo que Deus lhe dava (Jeremias 1.6).

Maria não disse não e, assim, se colocou como serva absoluta de Deus, completamente dependente da Sua vontade. Claro que este caminho não foi fácil, mas ela o caminhou na confiança em Deus que a tinha chamado para aquele fim. No final das contas ela estava parada somente debaixo da cruz com o discípulo João (João 19.25-27), mas se encontrava na “sala mais importante” na reunião que os discípulos de Jesus organizaram para esperar o derramamento do Espírito Santo (Atos 1.13-14). Já por isso ela nos é um bom exemplo.

O caminho caminhado pela Maria sob a cruz a conduziu para dentro da Comunidade. Onde foi que a tua vida e a tua fé te conduziram? Estás ao lado de tuas irmãs e de teus irmãos sob a cruz de Cristo, ou ainda vives e te pautas por “receitas” que o mundo dá? Uma coisa é certa: o perdão, a salvação e a eternidade nós só vamos alcançar sob a cruz, noutro lugar – nem pensar. De repente tu estás te dando conta de ter perdido o rumo da tua vida. Hoje tu podes te reorientar, mudar de rumo e se colocar a caminho que leva de volta ao Gólgota. Faz tempo que Deus te espera ali!