Postagens

OLHA SÓ!

Imagem
Bora lá!
Isaías 57.13c: “Mas os que confiam em mim morarão na Terra Prometida; o meu monte santo será deles.”
Confiar em Deus implica em transitar pela estrada da vida onde há pó e instabilidade, mas é só nela que se compreende a proposta cristã.
O povo judeu não refletiu bem enquanto a caminho e se deu mal. Em Isaías 56.9-57.13 se leem críticas e mais críticas aos caminhantes e suas lideranças.
Nós também caminhamos. Como fazê-lo com equilíbrio no trabalho; na formação; na vivência da fé; nas obrigações comunitárias e sociais?
Que tal não esperar muito de si e nem tampouco das outras pessoas; limitar os objetivos dentro daquilo que é possível!
Que tal não exaurir-se a ponto de perder a sensibilidade; lutar por momentos de lazer que induzem relaxamento!
Que tal agradecer pelo bom que acontece; abençoar as pessoas próximas! Esse tipo de comportamento promove relacionamentos felizes.
Que tal amar a Deus, a si mesmo e as pessoas circundantes! Faz bem perceber o que se passa “do outro lado d…

Ô COTONETE!

Ô COTONETE!
Em maio celebro meus 65 anos, a maioria deles embebidos da proposta cristã. Minha diabetes está controlada a partir de uma alimentação regrada e com caminhadas de quatro quilômetros diários.Quem me vê caminhando, logo percebe o cabelo extremamente embranquecido.
Outro dia, enquanto eu “deslizava” pela calçada com o intuito de querer chegar, vi um sujeito projetando seu corpo para fora da janela traseira de um carro popular. Ele apontou seu dedo para mim e gritou: - Ô COTONETE!
Enquanto aquele automóvel se distanciava do quebra-molas ainda ouvi muitas risadas. Segui meu caminho pensando na boa resposta que poderia ter gritado de volta... Andei mais uns duzentos metros e só então me dei conta de que não teria valido a pena a tal atitude.
Enquanto apressava o passo, lembrei-me da palavra de Tiago. Ele sugere o comportamento da “ligeireza do perdão” e, junto, da “lerdeza do troco” (Tiago 1.20). Recordei-me duma reflexão que fiz em dias de ativa no pastorado: Dorme em paz quem de…

O Ponto!

Imagem
Para mim, ponto é aquela bolinha que se coloca no fim de uma frase para explicitar que acabou o pensamento. Se, porventura, outra ideia for aventurada, esta também vai precisar do seu ponto.
Nos tempos de adolescente fui responsável pelo Jornal Mural da Juventude Evangélica de Santa Cruz do Sul (RS) que, juntos, batizamos de "O Ponto".
Naquela época em que os anos 60 expiravam, eu só tinha em mãos 12 canetas hidro cores. Era com elas que, semanalmente, fazia aquele espaço ser bem lido, a partir da criatividade que Deus me dava, mas também com a que eu garimpava. Fiz isso durante uns três anos.
Foi então que mudei de ares e, por isso, precisei colocar um ponto naquele compromisso. Outros assumiram o posto daquele "ponto"!
"Buenas" – como dizem os gaúchos marcados pelas guerras com os correntinos! Com este texto, a partir de agora, reinicio minhas atividades neste Blog.
Trata-se de um "ponto" onde não calarei minha opinião sobre os assuntos que a…

FÉ E CIÊNCIA

Imagem
Fé e Ciência – Criação I – Gênesis 1.1-2.4 1.1 - No começo Deus criou os céus e a terra. 1.2 - A terra era um vazio, sem nenhum ser vivente, e estava coberta por um mar profundo. A escuridão cobria o mar, e o Espírito de Deus se movia por cima da água. 1.3 - Então Deus disse: - Que haja luz! E a luz começou a existir. 1.4 - Deus viu que a luz era boa e a separou da escuridão. 1.5 - Deus pôs na luz o nome de "dia" e na escuridão pôs o nome de "noite". A noite passou, e veio a manhã. Esse foi o primeiro dia. 1.6 - Então Deus disse: - Que haja no meio da água uma divisão para separá-la em duas partes! 1.7 - E assim aconteceu. Deus fez uma divisão que separou a água em duas partes: uma parte ficou do lado de baixo da divisão, e a outra parte ficou do lado de cima. 1.8 - Nessa divisão Deus pôs o nome de "céu". A noite passou, e veio a manhã. Esse foi o segundo dia. 1.9 - Aí Deus disse: - Que a água que está debaixo do céu se ajunte num só lugar a fim de que a…
Imagem
As duas Árvores da minha Infância
Romanos 15.1
Vivi os primeiros anos da minha vida numa pequena cidade do Rio Grande do Sul chamada Tenente Portela. Do pátio da minha casa, sempre me deliciei com a visão de duas grandes árvores que cresciam uma ao lado da outra. Elas viviam como se fossem uma irmã e um irmão. À direita estava o irmão, com seu caule grosso e seus galhos robustos, repletos de folhas. À direita crescia a irmã. Ela era uma árvore que aparentava fraqueza, pois seus galhos eram um tanto irregulares. Sim, ela parecia ser uma árvore menos imponente. Certa vez aconteceu uma tempestade muito forte. Da janela do meu quarto eu vi as minhas duas amigas lutando contra a ventania. Num dado momento o vento apertou a irmã meio que para dentro do irmão a ponto das duas parecerem uma só. Faltou pouco para a irmã derrubar seu irmão no chão. O irmão precisou se calçar bem firmemente com suas raízes no solo para dar apoio à sua companheira.  
Refleti durante todos meus últimos 55 anos sobre …

Política - Ai que gosto de quero mais!

Imagem
E veio o sábado! Tinha um evento que versava sobre política em Rodeio 12 no dia 26 de julho de 2014. Não dava para perder e lá me fui. Logo na chegada percebi muito movimento. Gente querida que se achegava de todos os cantos e recantos das nossas Comunidades e Paróquias Luteranas. Vi isso no brilho dos seus olhares. 

Os pastores Piske, Gierus e Zizemmer se mostravam atentos junto da sua colega Beyer Ehrat. Na roda a prefeita de São Cristóvão do Sul, Sisi Blind que nos dirigiu uma meditação. Ali também estavam os candidatos a Deputado Estadual Marcelo Schrubbe, Gilmar Knaesel e Jean Kuhlmann; os candidatos a Deputado Federal João Paulo Kleinubing e Sérgio Boebel. Também se fazia presente o candidato a Governador, Senador Paulo Bauer. No meio de todo este povo ilustre estávamos nós, as curiosas e os curiosos; aquelas e aqueles que querem construir um mundo melhor a partir da IECLB.

Naquele momento lembrei-me da escritora gaúcha Lya Luft. Para ela “há gente que, em vez de destruir, constró…