30.8.13

Biografias Borradas!


 
Desculpe! Não entendo nada do que você fala! É assim que reagimos quando alguém nos diz alguma coisa em meio aos ruídos do dia-a-dia. Houve um momento em que Jesus, perto de um poço, conversou com uma mulher que também não entendia quase nada do que Ele lhe falava: Vale a pena ler o texto de João 4.16-26:

16 - Vá chamar o seu marido e volte aqui! - ordenou Jesus. 17 - Eu não tenho marido! - respondeu a mulher. Então Jesus disse: - Você está certa ao dizer que não tem marido, 18 - pois já teve cinco, e este que você tem agora não é, de fato, seu marido. Sim, você falou a verdade. 19 - A mulher respondeu: - Agora eu sei que o senhor é um profeta! 20 - Os nossos antepassados adoravam a Deus neste monte, mas vocês, judeus, dizem que Jerusalém é o lugar onde devemos adorá-lo. 21 - Jesus disse: - Mulher, creia no que eu digo: chegará o tempo em que ninguém vai adorar a Deus nem neste monte nem em Jerusalém. 22 - Vocês, samaritanos, não sabem o que adoram, mas nós sabemos o que adoramos porque a salvação vem dos judeus. 23 - Mas virá o tempo, e, de fato, já chegou, em que os verdadeiros adoradores vão adorar o Pai em espírito e em verdade. Pois são esses que o Pai quer que o adorem. 24 - Deus é Espírito, e por isso os que o adoram devem adorá-lo em espírito e em verdade. 25 - A mulher respondeu: - Eu sei que o Messias, chamado Cristo, tem de vir. E, quando ele vier, vai explicar tudo para nós. 26 - Então Jesus afirmou: - Pois eu, que estou falando com você, sou o Messias.

A Mulher Samaritana dialoga com Jesus, mas não sabe que Ele é o Filho de Deus. Jesus tenta lhe esclarecer que é o Prometido de Deus, mas aquela senhora não entende quase nada daquilo que sai de Sua boca. Ela até tem uma pequena ideia do assunto que Aquele Homem aborda. Num dado momento Jesus se mostra como sendo o Cristo, o Abençoado de Deus, àquela mulher que pertencia a uma casta menor do Judaísmo. Sim, Jesus se coloca como o Filho de Deus para aquela Mulher que já tinha tido cinco maridos e que, naquele exato momento, não vivia em situação regular com o sexto. Porque é que Jesus se apresenta para uma pessoa à margem da sociedade? Porque é que Jesus se desvia de tantas outras pessoas que são certinhas e se dá a conhecer para alguém não se encaixa neste perfil?

A resposta é simples! Jesus leva a Boa Mensagem de Deus que se resume em mais vida para as pessoas que Lhe são receptivas; para as pessoas que se mostram dispostas a se envolver com Ele. Quem são estas pessoas das quais Jesus se aproxima? São as pessoas que tem sua biografia borrada; seu coração quebrado e sua alma ferida. São as mulheres e os homens que não tem mais nada a perder. Só essa gente é que lucra com a proposta do amor ao próximo que Jesus vem trazer. Este povo que vive nas beiradas da vida não faz mais parte do mundo certinho e é justamente esta situação que os faz ser receptivos à novidade de vida que lhes é plantada nos corações. Essa realidade parece ser mais difícil de acontece com as pessoas satisfeitas e estabelecidas no seu dia-a-dia.

O fato de Jesus voltar-se para as pessoas que caminham pelos corredores laterais da vida irrita esse pessoal mais arraigado nos seus costumes. Notem que Jesus costuma se desviar dessa gente para ir ao encontro das pessoas pobres; doentes e socialmente fracas. Agindo assim Ele quer deixar claro para todas; para todos que o Seu amor é sem fronteiras; que o Seu amor pode ultrapassar todo e qualquer cercado e que este amor “pode mudar a face do mundo”. Nós também, muitas vezes, não entendemos nada da mensagem que Dele ouvimos. Jesus, entretanto, se desvia das nossas falhas e dos nossos medos para se aproximar de nós; mergulhar nos nossos pensamentos; aproximar-se dos nossos corações; inserir-se no nosso entendimento. Você entendeu esta prédica?