Postagens

Mostrando postagens de Outubro 30, 2008

Nada é de graça!

Imagem
De repente, no meio daquela manhã ensolarada, ouviu-se um barulho simplesmente infernal. Os ferros rangiam e os monstros amarelos roncavam. O cheiro fresco da terra revolvida se misturava ao da fumaça. Enquanto as lâminas frias de aço iam rasgando a colina bem ao meio, ficava evidente uma grande divisa.

E foi assim que as formigas do sul foram separadas das do norte. Folhinhas tenras que antes eram comungadas lá no alto do morro, passaram a ser propriedade das moradoras nortistas. Já as dificuldades das que viviam no plano mais baixo, sempre expostas às correntes de água suja, convertiam a vida das formigas sulistas em luta inglória.

E foi assim que as formigas do norte foram se dando bem, enquanto trabalhavam sem descanso. Já as do sul nem tanto. Com o tempo as formigas do alto da colina progrediram tanto que passaram a enviar pequenos ajutórios para as que moravam abaixo da linha divisória. Por sua vez as ajudadas se inclinavam demais, enquanto recebiam os donativos.

Passaram-se alguns…