11.2.07

Guria!


A lua nasceu
e, depois, se escondeu.
Ocupamos todo aquele interim
comentando de você e de mim.
Quando o sol refez o dia,
era dor que ele paria.
Eu não queria,
Guria!

Nenhum comentário: