22.12.09

Quem sou eu?



Antes de voltar da Alemanha, fui convidada por uma senhora muito doente a tomar um café de despedida. Na oportunidade ela me presenteou um grande espelho. Alegrou-se imensamente com a possibilidade de que iríamos usá-lo no Brasil. Tinha sido presente do seu marido falecido. Vejo-me nele sempre de novo. Ele reflete quem eu sou e como estou exteriormente...

O melhor espelho para vermos quem somos e como estamos interiormente são as irmãs e os irmãos na fé. Alguma vez você já perguntou a alguém das suas relações de conhecimento, qual a opinião que tinham a teu respeito?

Pois Jesus fez pergunta aos seus discípulos (Mateus 16.16-17). Ele queria saber o que as pessoas comentavam sobre ele; queria saber dos próprios discípulos quem eles achavam quem Ele era. Simão Pedro arriscou uma resposta e Jesus se alegrou com a mesma; alegrou-se pelo fato de Pedro tê-lo reconhecido a partir do conhecimento presenteado por Deus. Pedro estava cônscio de estar ao lado do Deus Vivo que age e não se acomoda, que é encarnado, que faz refeição com Zaqueu; que defende a prostituta; que chama crianças para o abraço.

Que dizem as pessoas; o que elas pensam a respeito de ti? Procure informar-se! Ouse fazer uma avaliação de si... Estamos sendo um “pequeno cristo” para os nossos próximos? Estamos sendo um “pequeno alguém” desencarnado, que escolhe muito bem as companhias para almoçar, que só toma atitudes que desembocam nas águas do “vou me dar bem”, que não se inclina...

Nenhum comentário: