17.11.11

Evangelho não é só discurso - é também diaconia!


Outro dia, a caminho da padaria, senti o cheirinho do pão fresquinho. Hummmm!... Olhei pro lado e percebi uma cena diferente das que estou acostumado a presenciar. Tantos só veem coisas sensacionais acontecendo à sua volta e, assim, quase nunca prestam atenção aos pequenos detalhes que se dão no dia-a-dia. Pois eu vi algo bem simples que, para mim, acabou sendo uma sensação. Curiosos?

Dois homens estavam descarregando um caminhão de farinha. Claro que os sacos eram pesados. Isso dava para se perceber nos semblantes dos carregadores. Um deles era pessoa com deficiência, pois faltava-lhe um braço. Este tinha certa dificuldade para equilibrar os pesos que carregava. Sim, ele gastava uma tremenda energia para equilibrar seu corpo, debaixo de todo aquele peso que lhe punham nas costas.

Daí então passei a observar seu companheiro de trabalho, que sempre se mantinha atrás de seu amigo e nunca se afastava do mesmo. Chamou-me a atenção que ele mantinha um dos seus braços livres, enquanto descarregavam a mercadoria. Se, de repente, precisasse ajudar, ele estaria apto a fazê-lo. Que coisa! Ele estava de prontidão para apoiar seu colega, caso fosse necessário.

Parei... Fixei meus olhos nos dois trabalhadores. Devo ter ficado boquiaberto. Que coleguismo! Que interação! Que apoio encantador! Ali estavam dois homens “garrudos” que estavam acostumados ao trabalho duro; à luta para pôr o pão à mesa e, ao mesmo tempo, praticando a proposta do Evangelho. Isso mesmo! O Evangelho estava acontecendo ali, diante de mim. Deus estava me mostrando um pequeno sinal dos caminhos que podem acontecer entre nós.

Nenhum comentário: