26.6.12

O Pão Nosso de cada Dia nos dás Hoje...


Como compreender a Petição “O Pão nosso de cada Dia nos dás hoje”? Fácil! Deus dá do Seu “pão” para pessoas boas e más, mesmo sem pedirmos pelo mesmo. Por isso, sejamos pessoas agradecidas. Ao orarmos “O Pão nosso de cada Dia nos dás hoje”, mostramo-nos necessitados do “Pão de Deus” e de todos os outros “detalhes” que contribuem para o progresso da nossa vida terrena.

Erram os arrogantes que pensam que tudo o que conseguem com vistas ao seu “alimento”, seja fruto do suor do seu rosto. O “Pão Nosso de cda Dia” foi, é e continuará sendo um presente de Deus que sabe das nossas necessidades; que cuida de nós e que nos abençoa no decorrer da nossa vida. Sim, Deus nos abençoa com tudo o que for necessário para o bem do nosso corpo. Aqui, penso em alimentos, bebidas, roupas, calçados, casa, terreno, animais, dinheiros, esposa, esposo, filhos e servos piedosos, governantes fiéis, bom governo, bom tempo, bons amigos, paz, saúde, disciplina, honra, vizinhos fiéis, e assim por diante.

Agora, as nossas necessidades de “pão” mudam de acordo com o contexto. Num dia o “pão” que pedimos a Deus pode ser um amigo que, de repente, vem e nos ajuda a carregarmos nossas cargas. Num outro momento o “pão” que suplicamos pode ser a quietude em meio à tempestade. Amanhã esse “pão” que sonhamos pode dizer respeito à sabedoria imediata dos políticos, frente a uma decisão iminente em prol da justiça; do bem comum. Depois de amanhã esse mesmo “pão” que ansiamos pode ser a preservação do nosso trabalho; o conforto em em meio ao luto; a força para que um ente querido enfrente o desespero da sua doença. Enfim, a Oração do “Pai Nosso” sempre vai depender do contexto que se vive no presente.

Neste momento esta Oração está sendo orada de mil maneiras ao redor do mundo. Deus a escuta. - Como é que ela chega aos Seus ouvidos? - Apática, saudosa, desesperada, raivosa, queixosa ou cheia de esperança? - Como será que ela soa da boca do pescador que experimenta manchas de óleo no mar onde pesca? Como é que ela soa da boca da mãe cujo bebê tenta sugar o leite em seu peito magro? Como é que ela soa da boca do papeleiro que, junto com seus filhos, trabalha 12 horas por dia para pagar suas contas mensais no mercado?

Sim, estamos tratando do “Pão Nosso”; não do meu ou do teu “pão particular”. O Criador e Sustentador do Mundo é o nosso “Pai Celestial” que, ao mesmo tempo, permite a chuva sobre justos e injustos. Que coisa!... Quando oramos “O Pão Nosso de cada Dia nos dás Hoje”, oramos por todas as pessoas que sentem fome e sede do “Pão da Justiça”. Estamos pedindo pelo “Pão Mundial”. Que a paz de Deus, que é maior do que a nossa razão, guarde os nossos corações e as nossas mentes em Cristo Jesus. Amém!

Nenhum comentário: