14.11.13

TUFÃO HAIYAN - FILIPINAS

Pastor Renato! Porque Deus permitiu o Tufão Haiyan nas Filipinas? Dá-me dó ver tanta gente sofrendo por causa do seu luto. O sr. tem uma palavra sobre este assunto?

 

Caro Marcos!

Não existe pessoa que não se faça esta mesma pergunta. Confesso-te que me é difícil respondê-la. Para os cientistas a Criação do Mundo se deu a partir de uma explosão que eles chamam de “Big Bang” e que, depois disso, teria havido a evolução das espécies. Já o autor do livro de Gênesis nos escreve que o Mundo foi criado em sete dias. Queres saber de uma coisa? Eu creio que Deus criou o mundo. Como? Ora, isso continua sendo um mistério! 
  
É um fato que as catástrofes climáticas foram formatando o mundo tão fértil e tão rico em que vivemos. Poucas pessoas sabem disso, mas um vulcão que, de repente, irrompe faz acontecer novas plantas que nunca existiram em outro lugar. Se não fossem as ondas gigantes que, aqui e ali, assolam as nossas encostas, não teríamos o privilégio de conviver com alguns animais que se adaptaram também na terra firme (gelo). Penso nas focas, por exemplo.

Claro que a mulher e o homem também criam problemas. A população mundial cresce em demasia e as pessoas acabam buscando as grandes metrópoles para viver. Em cidades como São Paulo, por exemplo, ocupam-se todos os espaços e assim todas as possibilidades ficam exíguas. Muitas destas grandes cidades foram construídas em lugares sujeitos às forças da natureza. Há alguns anos atrás nós não ouviríamos falar de tantas mortes oriundas de catástrofes. Deus criou a terra assim como ela é e nós, Suas filhas e Seus filhos, continuamos com a responsabilidade de administrá-la.  

Tudo é muito complicado, mas às vezes a gente mesmo pode garimpar uma resposta simples que nos ajuda a não desesperar. É óbvio que sempre vão existir contra-argumentos. Mesmo assim ouso explicitar que as catástrofes que nos assolam são uma espécie de recados que Deus nos dá. Isso mesmo! Porque tanta poluição? Ora, a terra reage ao nosso descompromisso para com ela. Se hoje pensamos muito mais em como melhor proteger o globo terrestre, essa postura já é fruto dos recados que Deus nos emite. Pense nisso Marcos!    

P. Renato Luiz Becker