22.11.06

Não sorrio mais assim!


Faz mais de 50 anos que sorri assim. Naquele dia meu sorriso brotou grifado pelo brilho dos pequenos olhos amelados. Minha mãe e o fotógrafo foram testemunhas do momento de alegria emoldurado em pura simpatia. Coisa boa descobrir a vida. Sentir o prazer do calor, da roupa leve no corpo. Desfrutar a dor da erupção dos dentes que também vêm para servir. Cooptar o engajamento daqueles que só têm planos bons e estão ao seu lado. Chales Chaplin dizia que “dia sem sorriso era dia perdido”. Eu sei! No entanto, hoje, não sorrio mais como na foto. Talvez, porque esteja ventando muito lá fora...

Nenhum comentário: