24.11.06

Mas acabou!...


De manhãzinha,
Rever minha estrela, sonhei.
Então, o olhar pelo céu passeei.
Cantos e recantos, pesquisei.
Nada!
E assim, de opaco me pintei.

À tardinha,
Comunhar o amor, esperei
Com os horizontes brinquei.
Versos e rimas também cantei.
Loucura!
Da pura solidão me molhei.

Já à noitinha,
Nas horas que ali passei,
Com a realidade, dialoguei.
Afagar a sobriedade, tentei.
Mas acabou!...
E, para o lugar, retornei.