28.3.12

PEDRO, TIAGO E JOÃO DORMINHOCOS?


O sono nosso de cada dia é muito importante – ah disso ninguém tem a mínima dúvida!... Faz bem a pessoa que consegue dormir oito horas por dia. O nosso corpo, a nossa mente e o nosso espírito se fortalecem neste período de descanso. Pessoas que fazem esta experiência se sentem confortáveis, alegres e fortes. O texto de Lucas 9.28-36 nos ajuda a aprofundar este assunto...

Sim, dormir não é ruim, mas não mais do que oito horas. Na vida de fé nós sempre somos desafiados a ficarmos acordados. Pessoas que perdem compromissos importantes são facilmente tachadas de “dorminhocas”.

O texto bíblico que acabamos de ouvir nos informa que os discípulos estavam cansadíssimos e que, apesar disso, não cederam ao cansaço. Ali, naquela hora, a sonolência era o seu grande problema. Foi só porque eles se aguentaram em pé que tiveram a chance testemunhar o diálogo de Jesus com Moisés e Elias.

Quem eram esse Moisés e esse Elias? Moisés tinha sido o Grande Legislador de Israel. Já Elias o maior de seus profetas. Estes dois homens vieram da Antiguidade ao encontro de Jesus para encorajá-Lo na caminhada rumo à cruz. Deus usou estes dois homens para encorajar Jesus na sua difícil tarefa de reaproximar a humanidade de Si, através da morte de seu Filho amado.

Notem que Pedro, Tiago e João não perderam a oportunidade de vivenciar esta experiência inédita que, com certeza, marcou suas vidas de forma muito profunda. Se esses três discípulos tivessem adormecido, não teriam participado da articulação dos próximos dias que seriam vividos por Jesus; não poderiam ter sabido mais detalhes sobre o sofrimento, sobre a morte e sobre a ressurreição de seu Mestre. O sono não lhes impossibilitou o conhecimento dos fatos. Isso os ajudou a não naufragarem na fé; a melhor enfrentar a grave crise dos últimos dias da vida de Jesus. Tu e eu, nós podemos passar batido por momentos importantes da nossa vida se não estivermos despertos e acordados.

Pessoas com ideias fixas se mostram sonolentas diante de novas ideias. Pessoas com preguiça mental não conseguem refletir sobre a solução dos seus problemas. Pessoas que anestesiam suas mentes têm a tendência de fugir dos pensamentos que incomodam. Ora, a nossa vida está repleta de “despertadores”: Muitas vezes é a dor nos desperta para a vida; é o amor que nos desperta para novos horizontes; é um problema nos faz olharmos para o céu. Pois é justamente nestas horas que Deus nos acorda.

O conselho que Jesus nos recomenda é que vigiemos e oremos! No Monte da Transfiguração os discípulos viram a glória de Jesus porque ficaram acordados. Jesus também quer se revelar a nós. Mantenhamo-nos alertas. Como? Ora, meditando como estamos meditando; orando como estamos orando; louvando como estamos louvando ao nosso Senhor Jesus Cristo, que diz: “Vigiai e orai!”

Nenhum comentário: