17.2.12

QUASE COMO UM IPÊ!


Feliz aquele que confia em Deus, o SENHOR, que não vai atrás dos ídolos, nem se junta com os que adoram falsos deuses!” (Salmo 40.4)

As pessoas se parecem com o ipê! Por quê? Ora, ambos se desenvolvem alicerçados na esperança. Num dado momento do ano nos satisfaz olhar a “boniteza” de um ipê. Suas folhas são miúdas, mas em contrapartida as suas flores cobrem toda a árvore como se fosse um lindo vestido. O ipê tem seus dias bons, mas também precisa suportar muitas tempestades. É assim que depois dos ventos ele permanece cada vez mais firme.

Aí vem o outono e do ipê só se vê o tronco e os galhos finos. Cada indivíduo percebe que nesta época a beleza se afasta da árvore em questão. É que neste período a beleza das suas cores “tira um tempo” para descansar e, assim, esperar até que o novo “suco da vida” lhe promova mais bons momentos. O nosso Criador foi muito sábio quando ordenou a Criação. Alegremo-nos e agradeçamos por causa disso. Tal como o ipê acontece e “desacontece” á nossa volta, assim também as pessoas. Elas são jovens, bonitas, cheias de vigor e entusiasmadas para a ação. Elas, desse modo, vão cruzando os estágios que lhes são propostos, entremio às primaveras; os verões; os outonos e os invernos. Sim, elas sofrem muito, tanto na alegria como na tristeza e, no “final das contas”, delas apenas permanece um conjunto de restos. E então?

Há esperança. O Filho de Deus, Jesus Cristo, veio como uma criança até nós, seres humanos (Mateus 1.18-15). Foi através de sua morte na cruz, que Ele nos trouxe a salvação e, tal como Ele mesmo ressuscitou, também nos ressuscitará quando vier pela segunda vez como Rei e Senhor. O que podemos esperar depois disso?

Ouvi uma voz forte que vinha do trono, a qual disse: — Agora a morada de Deus está entre os seres humanos! Deus vai morar com eles, e eles serão os povos Dele. O próprio Deus estará com eles e será o Deus deles. Ele enxugará dos olhos deles todas as lágrimas. Não haverá mais morte, nem tristeza, nem choro, nem dor. As coisas velhas já passaram. Aquele que estava sentado no trono disse: — Agora faço novas todas as coisas! E também me disse: — Escreva isto, pois estas palavras são verdadeiras e merecem confiança.” (Apocalipse 21.3-5) Não haverá mais lágrimas, tristeza, dor, separação e morte. Isso não se trata de uma esperança maravilhosa?

Tenham fé e creiam na Palavra de Deus que brota da Bíblia. Nela há a possibilidade de se aprender muito. O nosso relacionamento com Deus nos converterá em pessoas esperançosas, gentes livres para viver a felicidade pensada por Deus.

Nenhum comentário: