1.5.11

Dia das Mães!


A idéia de se dedicar um dia do ano para as mães tem um pouco menos de 100 anos. Tudo começou com a Sra. Anna Jarvis, moradora na cidade de Virgínia (EUA). Anna era professora e lecionava para mulheres. Com o tempo ela foi percebendo que suas alunas se ocupavam quase que exclusivamente com os seus maridos e com os seus filhos; quase nada com suas mães idosas. Vai daí resolveu engajar-se no sentido de mudar “mudar a cabeça” daquelas mulheres.

Algo precisava ser feito e Anna decidiu criar o “Dia das Mães”. Divulgou o seu sonho entre as pessoas de sua relação de amizade e logo a proposta foi angariando simpatias. Ela escreveu inúmeras cartas para políticos, prefeitos, redações de jornais, ministras e os ministros eclesiásticos e empresários da época. O conteúdo das cartas que enviava era sempre o mesmo: Que tal criar-se uma data no segundo domingo de maio para lembrar com seriedade as mães.

Muitas destas pessoas alcançadas pelas correspondências da Sra. Anna passaram a apoiar a tal proposta. Jornalistas escreveram artigos em jornais; pastores usaram o púlpito para pregar sobre o tema em questão; políticos fizeram uso da tribuna para manifestar-se em prol da idéia e, não demorou muito, todos os vilarejos e cidades americanos estavam festejando a referida data. E assim, no dia 8 de maio de 1914, o presidente americano Woodrow Wilson assinou um decreto deixando claro que, a partir daquele momento, estava criado o “segundo domingo de maio” para homenagear-se todas as mães dos Estados Unidos da América. Passaram-se alguns anos e nós, brasileiros, também entramos nessa linda “onda”.

No próximo domingo, dia 08 de maio, festejaremos mais um “Dia das Mães”. As lojas e floriculturas da nossa cidade já vibram com a venda de mais e mais produtos. Tudo bem! A oportunidade de dizermos um obrigado às nossas mães é excelente. Como dizer esse “muito obrigado”? Quem sabe, servindo-lhe uma taça de café “cheinha de amor”.

Além de agradecermos às mães, também podemos agradecer a Deus pelo fato de termos tido a chance de também sermos mães e pais. Que grande honra poder ser presenteado com a graça de poder educar; cuidar de crianças, esses tesouros que Deus nos confiou. Quantas mães e quantos pais se esquecem disso. Nós que somos avós, podemos continuar esta tarefa... Observem que há um sem número de crianças que têm fome de serem reconhecidas como filhas e filhos pelos seus pais. Quantas crianças, neste momento, experimentam “fome” de receber uma pequena gentileza ou somente de ouvir uma boa palavra durante o almoço. Custa perguntar à criança “como foi o seu dia na escola”?

Sim, o Dia das Mães é um dia de se agradecer: Obrigado mãe por sempre estares ao nosso lado. Obrigado Deus que muitos de nós puderam ser mães; ser pais. Obrigado pelas nossas meninas e pelos nossos meninos que hoje já se tornaram adultos. Queremos nos esforçar em favor delas e deles; queremos entendê-las e entendê-los melhor; queremos melhor nos relacionar com elas e eles, os presentes que Tu nos destes.

Nenhum comentário: